...
Pular para o conteúdo

Biomedicina: carreira e salário

Primeiramente, é preciso explicar que biomedicina é a área da saúde que atua entre a biologia e a medicina.

Ela foi criada para entender as causas, as consequências. E também para desenvolver maneiras de alcançar aprimoramento nos tratamentos.

biomedicina

Surgindo pela primeira vez no Brasil em 1966, a biomedicina já passou por várias mudanças curriculares, ampliando e aumentando a capacitação dos profissionais. Bem como sua área de atuação.

Quais são as áreas de atuação da biomedicina?

Acupuntura: estimulando com agulhas pontos no corpo humano para prevenção de doenças ou tratamentos.

Análise ambiental: fazendo análises físico-químicas e microbiológicas para saneamento do ambiente.

Análise bromatológica: estudando as propriedades dos alimentos, desde a produção até o transporte, sempre com o objetivo de garantir que não aconteça adulterações.

Análises clínicas: realizando e assinando laudos de exames clínicos em laboratórios e hospitais.

Bioinformática: usando ferramentas de informática para analisar dados biológicos.

Biomedicina estética: desenvolvendo tratamentos dermatológicos, bem como aplicando-os.

Biofísica: investigando os processos fisiológicos, utilizando os conceitos da física.

Biologia molecular: pesquisando a estrutura do DNA e RNA, das proteínas e dos genes que fazem a transmissão dos caracteres hereditários. Pode atuar ainda no processo de fertilização humana e animal.

Bioquímica: analisando o metabolismo dos animais e vegetais.

Biotecnologia: manipulando substâncias e microrganismos para as indústrias de alimentos, medicamentos e cosméticos.

Citologia: estudando a estrutura, a composição e as funções das células.

Diagnóstico por imagem: realizando exames, como ressonância e tomografia computadorizada.

Docência: dando aulas e orientando alunos em projetos de pesquisa.

Embriologia: estudando a formação dos tecidos e órgãos animais.

Farmacologia: estudando os efeitos bioquímicos e fisiológicos de usos terapêuticos de medicamentos e outros fármacos.

Genética: pesquisando as leis e processos de transmissão hereditários, bem como o papel dos genes na definição das características de cada pessoa.

Histologia: estudando os órgãos e tecidos de plantas e animais.

Hematologia: estudando as composições do sangue, medula, e gânglios linfáticos.

Imunologia: investigando o sistema de defesa do organismo humano com o intuito de desenvolver vacinas e medicamentos.

Microbiologia: estudando microrganismos.

Parasitologia: analisando os organismos que sobrevivem às custas de outros.

Patologia: estudando, diagnosticando e tratando doenças.

Psicobiologia: estudando o sistema nervoso e sua relação com o comportamento humano.

Sanitarista: atuando em órgãos como vigilância sanitária.

Saúde pública: desenvolvendo e implementando políticas públicas.

Toxicologia: analisando os efeitos que as substâncias tóxicas podem causar.

Como é o curso e qual é o salário?

Primeiramente, o curso de biomedicina leva em média 4 anos e prepara o profissional para entender a causa e pesquisar a cura para diversas enfermidades. O curso requer estágio sob supervisão e um trabalho de conclusão de curso (TCC).

Além disso, os alunos desenvolvem trabalhos científicos, participam de seminários e congressos na área. Aquele que pretende seguir carreira em biomedicina deve ser organizado, curioso e metódico.

Pois como a área é voltada para a pesquisa e análise, é importante que haja entusiasmo diante de novas descobertas na área da saúde, além de uma mente atraída pelas inovações.

O mercado para quem se forma em biomedicina é amplo e está em constante crescimento. É possível se especializar em mais de uma habilitação, desde que o profissional cumpra os requisitos do Conselho Federal de Biomedicina (CFBM).

Não existe um piso salarial nacional unificado para os biomédicos. O salário mínimo profissional recomendado varia de acordo com as convenções e acordos coletivos do sindicato de cada estado.

O salário inicial varia de R$:2854,00 a R$:4102,00 podendo chegar a R$:7400,00 na área de reprodução assistida. Quanto mais capacitado o profissional, maior os ganhos.

Então, é importante que se invista em especializações, mestrado, doutorado. Investindo em conhecimento é possível ter uma excelente remuneração.

Biomedicina Estética: área promissora

Uma área que tem crescido bastante e promete se consolidar é a biomedicina na estética. A atuação do profissional nos procedimentos estéticos, criação de produtos e dermocosméticos.

Biomedicina Estética passou a ser uma realidade a partir de 2010, quando uma série de decisões (como as resoluções nº 197 e nº 200) foram tomadas em órgãos competentes e deram a esses profissionais o direito de lidar com questões voltadas ao campo estético.

Além disso, a área de estética é uma das mais promissoras em todo o mundo. Novas tecnologias surgem o tempo todo e, com elas, também cresce o interesse do público, homens e mulheres.

A área atua na pele e outros tecidos, visando melhora e bem estar geral. Está diretamente ligada a auto estima. Para atuar na biomedicina Estética o profissional deve fazer uma pós graduação nessa área, após ter se formado biomédico.

Além disso, deve cumprir as exigências do Conselho Federal de Biomedicina que, por meio da Resolução nº 200, de 1º de julho de 2011, estipula que o profissional deve dominar as seguintes habilidades:

  • Eletroterapia, Ultrassom Estético e Radiofrequência
  • Estética
  • Laserterapia
  • Peelings químicos e mecânicos
  • Cosmetologia
  • Carboxiterapia
  • Intradermoterapia

O salário de um biomédico especializado em estética inicia em R$:3000,00. Mas pode ser bem maior levando-se em conta que este profissional pode atuar em mais de uma clínica ou mesmo ter consultório próprio.

Veja mais artigos como esse clicando aqui.

Por Sally.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito − um =

×